domingo, 12 de dezembro de 2010

Acreditar é preciso!!



Dedico esse vídeo a minha paciente Ignês... Força, querida!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Sucesso!

Boa semana para todos!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

sábado, 30 de outubro de 2010

Vamos votar!

Hoje, desejo um bom voto a todos! Que façamos uma boa escolha... E que o Serra ganhe!!

Beijos

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Anvisa interdita lotes de suplemento com sibutramina!

A Anvisa determinou ontem a interdição cautelar de lotes, fabricados pelas empresas Sinergika e Ledal Química, do suplemento alimentar quitosana, por apresentarem sibutramina, um remédio para controle do apetite cuja venda é restrita no país.

Leia mais:
http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultimas-noticias/estado/2010/10/27/anvisa-interdita-lotes-de-suplemento-alimentar-com-sibutramina.jhtm

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

NUNCA DESISTA DOS SEUS SONHOS

VOCÊ SABE O QUE É " RODEIO DAS GORDAS"?

É desanimador escrever sobre isso, mas extremamente necessário!
Para quem não sabe, rodeio das gordas é uma brincadeira ( PARA MIM É CRIME!) que um grupo de estudantes de Universidade Estadual  ( Imagina-se pessoas um pouco mais conscientes...) escolhem uma  vítima ( Uma pessoa obesa) e essa é literalmente montada por algum animal ( Opa, desculpa! Por um estudante)... O animal ( estudante) que ficar mais tempo montado, ganha a brincadeira!
A vítima atacada sofre humilhações verbais e físicas durante essa brincadeira absurda!
Gente, obesidade é doença. Em alguns casos essa doença fisiológica vem seguida por outras complicações pscicológicas, emocionais... Não é possível que alguém tente se aproveitar de outra pessoa dessa forma. Não é possível que tenha alguém que ache isso engraçado!
Vamos dizer não a ditadura da beleza que não só exclui alguns esteriótipos como os expõe ao ridículo!
Vamos dizer não a todos os tipos de de violência!


quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Síndrome da vergonha alheia


Sofro de síndrome da vergonha alheia, e por isso resolvi me desculpar!


Literalmente me desculpo pelas pessoas grosseiras, mal educadas, agressivas, pelos que se acham deuses, pelos que não sabem valorizar um sorriso, pelos carrancudos, mal humorados, pelos que não sabem ser gratos...

Ah, me desculpo também pelos despudorados, pelos que se colocam preço, pelos que esquecem seus princípios tomados pela SPP ( Também é uma síndrome... A Siíndrome do pequeno poder!)

Desculpo – me pelos pais omissos, pela sociedade corrupta, pelos pseudo governantes, pelos milindrosos, pelos medíocres... Pelos que espalham palavras negativas e pelos que gostam de destruir os sonhos alheios.

Pelos que preferem cuidar e cultivar as feridas à curá-las! Pelos que se aproveitam de alguma situação para vitimar-se!

Pelos maus chefes, pelos funcionários desonestos, pelos falsos crentes... Enfim... São tantas as vergonhas alheias!

Mas me desculpo sim! Por ser muitas vezes reativa a essas pessoas... Vamos desculpá-las, entendermos as suas fraquezas e vamos distribuir muita delicadeza, sorrisos, bom dias, abraços, verdades... Em busca de dias melhores!

BOA SEMANA!

Dignidade já!

" Garanta o seu emprego e eu garanto a minha dignidade". Essa foi a frase do jornalista Paulo Beringhs ao não aceitar as facetas dos bastidores. Ao senhor Paulo dedico o meu respeito. É de pessoas assim que nós precisamos para nos representar!

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Aniversário de 10 anos!!

Depois de 10 anos de experiências mais vívidas com Deus, essa música continua sendo o que eu tenho a dizer... 

sábado, 16 de outubro de 2010

Horário de Verão

O horário de verão começa à meia-noite!!!

Quem mora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deve adiantar o relógio em uma hora.

Particularmente gosto do horário de verão... Adoro ver as tardes mais compridas, adoro ver o sol se pôr depois das 19hs...É uma delícia!!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Comer rezar e amar




Sinto-me parte do universo se abrem para me encontrar
minha emoção tão submerso discriminados ao rebaixamento
o que está ouvindo?
vozes que se importam

tinha de alguma forma me cumprimentar
cumprimentar-me
vibrações ouvido dentro de minhas células
nas minhas células

Cantando laaa
meu amor está guardado para o universo
me ver agora eu estou estourando
Em um planeta tão muitas voltas
mundos diferentes

Encher meu coração com a disciplina
posto lá para o ensino
na minha cabeça, ver nuvens de escadas
me ajude como eu estou chegando

O futuro é pavimentado
com dias melhores

Correndo noite '
a partir de algo
Estou correndo para o dia desperto

Todos sussurraram
uma vez tranquila

Agora chegando a um grito
direito em mim

Eu estou me apaixonando
em queda livre
mundo está me chamando
acima de meus joelhos

oh, eu estou subindo
sim, e querido
você vai ser o mesmo ainda que eu precise  ser livre

Nosso futuro é pavimentado com dias melhores

http://www.vagalume.com.br/eddie-vedder/better-days.html#traducao#ixzz12UB7OpWC

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

E aí? Em quem vamos votar???

Dá para confiar em alguém que muda de opinião com tanta frequência? O governo Lula não foi ruim, mas temos que lembrar que ele vivenciou todos os benefícios do plano real realizado por Fernando Henrique Cardoso. Acredito que qualquer candidato que assumisse teria vivenciado essa reviravolta econômica que aproximou as pessoas para a experimentação da compra de novos produtos... E fora isso, temos que entender que esse aumento no poder de compra também se deu devido ao avassalador  impacto das redes sociais no Brasil nos últimos anos... São muitas questões envolvidas, não dá para brincar com o nosso voto! vamos votar consciente!

Confira o vídeo!

Volta ciclística de São Paulo - Tour do Brasil

Vai acontecer em São Paulo nos dias 16 a 24 de Outubro de 2010 uma das provas mais importantes para o ciclismo brasileiro. Nesta competição, além das equipes brasileiras ( São Caetano do Sul, Memorial de Santos, Sorocaba, São José dos Campos entre outras) também participarão equipes de outros países como Alemanha, Chile, Estados Unidos, Argentina, Portugal, Peru, Uruguai.  
Muitos nomes importantes do esporte estarão presentes, entre eles o atleta Diego Ares que vem se destacando cada vez mais em suas participações nas últimas competições. 
A rede globo irá cobrir o evento!
Vamos prestigiar nossos atletas!

Diego, estamos torcendo por você!!!

Quando se tem princípios não tememos os grupos, por mais que estes pareçam mais fortes que nós!

Vale a pena assistir! Esse é um homem sério que desafiou um grupo religioso forte! Será que teríamos essa coragem?

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Será que pode piorar?

Sair de cena

Uma das coisas que aprendi com pessoas de grande sabedoria é saber sair de cena, deixar o palco, sair da roda, mudar de assunto. Saber o momento exato de fazer com que os holofotes fiquem sobre os outros e não sobre você.
No mundo competitivo em que vivemos a sua presença “marcante” pode marcar demais. A sua idéia “brilhante” pode brilhar demais. A forma “inovadora” de pensar pode inovar demais. E nem sempre as pessoas estão dispostas a deixar você brilhar impunemente. É hora de sair de cena. Nem que seja por um tempo.
É preciso fazer os outros pensarem que você desistiu. É preciso dar a chance das pessoas acharem que você não quer mais estar no palco. Mas saber sair de cena é uma arte tão importante quanto saber entrar em cena. Todo ator sabe disso. Assim, é preciso sair de cena com classe. É preciso sair de cena com a discrição de um lorde inglês.
Quando as pessoas sentem-se ameaçadas por você e começam a ter respostas agressivas desproporcionais, talvez seja a hora de sair de cena. Quando você, sem ter desejado ou planejado, começa a aparecer muito na sua área de atuação ou no seu setor de trabalho, talvez seja a hora de sair de cena por um tempo. Saber sair de cena é também saber mudar de assunto.
Quando as pessoas vêm lhe perguntar e comentar sobre o seu sucesso, sobre seus bens materiais, seu possível enriquecimento, etc. querendo fazer você falar sobre você – é hora de mudar de assunto. É hora de sair de cena.
Os sábios sabem que você nada ganhará falando de você mesmo para os outros. Nem bem, nem mau. Mude de assunto. Saia de cena. Não caia nessa armadilha. Quando o embate se dará com poderosos e você conhece o poder destrutivo desses poderosos, pense bem antes de entrar no combate. Talvez você ganhe mais saindo de cena.
Deixe a briga de cachorro grande para grandes cães. Saiba sair de cena. Você terá outras oportunidades. Você ganhará outras batalhas com menos estresse, com menores esforços.
É preciso fazer um grande esforço de sabedoria para saber quando sair de cena. É preciso ter uma grande capacidade artística para saber como sair de cena. Será que temos tido a sabedoria e a arte de sair de cena, deixar o palco, mudar de assunto, na hora certa, no momento exato?

Pense nisso: a hora de falar vem sempre depois da hora de ouvir.

Luiz Almeida Marins Filho

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Você sofre de carreirite crônica?

Se irrita à toa, chora, não tem  ânimo para inovar, trata seus concorrentes com desprezo e indiferença, começa a segunda feira derrotado??? Xiiiiii, assista o vídeo a seguir e procure ajuda!! Você pode sofrer de carreirite crônica...

Seus clientes são diferentes????



Um texto interessante que fala de como tratar individualmente os clientes... Muito bom! Eu indico.

Rafinha Bastos brinca um pouco com as Nutricionistas e dietas milagrosas... Engraçadíssimo...

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Que crueldade...

terça-feira, 14 de setembro de 2010

No meu aniversário... Um pouco de mim para vocês!

Nayara Carvalho Cavalcanti, nutricionista, 28 anos, meio cearense meio santista, feliz, feliz, feliz...

No dia do meu aniversário de 28 anos, decidi usar meu blog para falar de mim... !

Nasci em Santos- SP e fui criada em Fortaleza-Ce, lá tive uma vida tranqüila, uma infância bem vivida com meus 3 irmãos( Aline, Wagner e Gláucio) ... As coisas não eram fáceis, mas eu tinha uma família unida! Sempre unida! Meus pais sempre trabalharam muito para que nós tivéssemos tudo que toda criança gostaria de ter... Como em qualquer outra casa, celebrei muitas bonecas, bicicletas, brinquedos... Mas eu sabia que algo era diferente para mim... Eu sabia que cada coisa adquirida tinha um preço, preço este pago pelos meus pais! Com muito trabalho! Meu pai e minha mãe eram retratos de heróis... Fui crescendo e percebendo que eles erravam demais...E percebi que heróis também erram, e por isso é esse retrato que tenho até hoje!

Aos dezesete anos nossos pais nos deu um dos nossos melhores presentes que a vida nos preparara... Mais um irmãozinho! Lindo, meigo, a minha cara!!! O Dandan é uma daquelas figurinhas que exalam vida sabe, sorriso fácil, meio medroso, cheio de palavras macias e de encorajamento...

Bem, fui crescendo, e a vida me levava a escolher uma profissão! Estava no terceiro colegial, estudava por mais de 10 horas por dia e tinha um sonho de ser médica. Ah, eu também era da turma olímpica de biologia, ganhei muitas coisas lá! Tentei medicina algumas vezes, fiz excelentes provas , mas nunca fui boa o suficiente para entrar no curso ( Eu achava isso... ainda não entendia os planos de Deus para nós), entrei na faculdade para cursar ciências políticas e desisti, fiz cursos ligados a cabelos, trabalhei em dois salões de beleza... Era engraçado, porque nessa época eu tinha só 17 anos e pesava 45 quilos, ninguém acreditava como eu agüentava a rotina, fiz uma legião de clientes, mas decidi continuar estudando... Tentei o curso de Ciências da Nutrição em uma das faculdades mais difíceis de Fortaleza, e entrei!!! Como eu decidi ser nutricionista? Bem, eu trabalhava no salão de beleza da minha mãe e tínhamos duas clientes Márcia Moura Fé e Sônia ( Eram nutricionistas e professoras), começamos a conversar e me apaixonei por essa ciência até então tão desconhecida para mim...

Iniciei a faculdade em Fortaleza, e logo no final do primeiro semestre tentei uma vaga para estagiar em marketing ( o detalhe era: A vaga era para o sétimo ciclo! E a ousadia não parou por aí, depois de ter passado tive que dizer a Dra. Yara Baxter que eu, na verdade não sabia NADA de dieta enteral... Bem, como qualquer estrela ela sorriu e meu deu um dos mais espetaculares treinamentos sobre isso... Duas semanas depois estava na rua visitando tudo que era nutricionista que eu via pela frente. Sem a menor estratégia ou planejamento... me apaixonei! E vivo essa rotina [ um pouco mais organizada...rsrsrs... há quase 7 anos!]). Ainda na metade do curso me mudei para Santos... Essa é uma longa história que fica para outro dia... Mas preciso dizer a vocês ( não espero que acreditem!!) que vim debaixo de uma promessa de Deus que me falou baixinho aos ouvidos que eu iria ser muito feliz e teria muitas conquistas aqui! Eu saberei a hora de partir também... Morei numa sala living, passei muitas madrugadas estudando. Eu trabalhava durante a manhã, fazia estágio a tarde ( somente no último ano) e ia para a faculdade a noite. Nesse período, meu tio Rubens me ajudou muito, me apoiou em tudo que precisava... Foi a fase mais cansativa da minha vida em Santos, mal tinha tempo para comer e cuidar do meu cachorro, mas ele sempre esteve lá, ao meu lado... Lembro-me de uma noite que a minha irmã ( metadinha) estava passando férias comigo e como o AP era pequeno passei a madrugada toda estudando no banheiro e o Apolo passou a noite inteira sentado me olhando, eu tentava fazer com que ele fosse para a sala dormir e ele não tirava os olhos de mim... Ainda nesse período me mudei para um AP maior, e tive uma das mais belas provas de amor da minha mãe... Ela deixou tudo em Fortaleza e veio para Santos, para ser MÃE! Sim, quem a conhece sabe que é muito para ela, uma mulher super ativa, que tem uma vida social bem corrida, deixou tudo para vir me ajudar, para me dar alicerce... E muitas vezes eu só a via para dizer boa noite, por que eu saía muito cedo e chegava muito tarde... Mal sabia ela que era aquele abraço gostoso que me dava forças para acordar no outro dia e seguir em frente! Nessa época meu pai também foi guerreiro, por que agüentou tudo em casa ( Fortaleza ) sozinho . Na verdade não sei ao certo se ele cuidou da minha irmã ou ela cuidou dele!! Rsrsrs. Bem, me formei com honra! E isso é o que interessa!!

Trabalhei em Santos, fiz amigos espetaculares e claro arrumei um namorado... Okay, vou contar um pouco como foi... CURIOOOSOS!!!

Nos conhecemos logo que cheguei a Santos, mas éramos o oposto um do outro. Ou melhor, era isso que achávamos! Passamos muito tempo sem sequer dizer um boa noite um ao outro, até que um dia resolvi ver o que estava acontecendo de verdade com meu coração. No começo era só um flerte à toa, depois começamos a ficar sem maiores compromissos e há pouco mais de dois anos não consigo olhar para ele sem ver o pai dos meus filhos, o homem com quem quero passar a vida inteira bem na minha frente... Não vou perder meu tempo falando que ele é lindo, amigo, companheiro, carinhoso... Porque vocês sabem que tenho bom gosto, então... isso seria redundante!

Não vou falar dos meus amigos, porque são muitos e se eu esquecer alguém ( eu sempre faço isso), eles vão me encher o saco e brigar comigo... Então só tenho a dizer que aos antigos e aos novos amigos dedico todo o meu amor, ainda que não esteja presente o tempo que eles realmente merecem...

Hoje com 28 anos olho para trás e vejo que nada foi fácil, nada veio de graça. Tenho tudo que gostaria de ter e batalhei por isso. Tenho perto de mim todas as pessoas que gostaria de ter e sou grata por isso. Hoje nos meus 28 anos olho para trás e vejo aquela menina magrela, deixando Fortaleza sem saber o que encontraria pela frente, porém alguém que cria na promessa com tanta força que jamais seria capaz de se desviar dela. Hoje nos meus 28 anos olho para trás e vejo como Deus foi bom por ter movimentado tantas vidas para que eu estivesse aqui digitando esse texto em lágrimas de tanta gratidão por tudo... Hoje nos meu 28 anos quero agradecer a minha família e amigos por terem acreditado em mim, por nunca terem desistido de mim e principalmente por terem me incentivado a sonhar. Hoje com 28 anos trago comigo um pouco da mulher independente que mora sozinha, um pouco da criança inocente, um pouco da adolescente que aprendeu que amar também é doar-se a alguém que precisa só de um abraço... Hoje com 28 anos, sou Nayara Carvalho Cavalcanti, nutricionista, cristã, meio cearense meio santista, feliz, feliz, feliz...

OBRIGADA DEUS POR TUDO!!!

“Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou. Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.” ( Trecho de “ O menestrel” – W. Shakespeare)

sábado, 11 de setembro de 2010

QUAL A RECOMENDAÇÃO DE ÁGUA E PORQUÊ?


Como se sabe, todos os dias eliminamos quantidades importantes de água por meio da urina, fezes, transpiração, respiração. Essa água que se perde, precisa ser reposta, visto que muitas funções metabólicas dependem que esse nutriente seja reposto adequadamente.

Como o nosso corpo não tem a capacidade de armazenar água, a reposição deve ser feita diariamente. É importante saber que quando a sensação de sede aparece é porque já se perdeu cerca de 1 a 2 % da água corporal. Você sabe quanto se perde de água por dia? Observe a tabela abaixo para que tenha noção desta perda ( Sob a temperatura de 25°):

FONTE PERDA SENSÍVEL
Urina  - 1400mL
Fezes  - 100mL
Pele ( Transpiração)  - 100mL

FONTE PERDA INSENSÍVEL
Pele  - 350mL
Trato respiratório  - 350mL

TOTAL 2300mL

Diante disso, é bom ficar ligado e beber pelo menos 2 litros de água por dia!! Uma dica é manter uma garrafa sempre ao alcanço das mãos no trabalho, faculdade, escola, ou mesmo em casa! Mas será que a recomendação é a mesma para todos? Observe a tabela abaixo de acordo com sexo e idade, vale ressaltar que a mesma tem como fonte a Dietary Reference Intakes.

OBS: È importante dizer que os alimentos sólidos ( 750mL) e o metabolismo oxidativo ( 250mL) contribuem para o total exigido!!!

INGESTÃO DE ÁGUA TOTAL RECOMENDADA EM LITROS POR DIA.

CRIANÇAS
0 A 6 meses 0,7  -  ( Proveniente do leite materno exclusivamente)
7 a 12 meses 0,8  -  ( Proveniente do leite materno + alimentação complementar)
1 a 3 anos  -  1,3 L
4 a 8 anos  -  1,7L

HOMENS
9 a 13 anos  -  2,4 L
14 a 18 anos  -  3,3L
19 a 70 anos  -  3,7L

MULHERES
9 a 13 anos  -  2,1 L
14 a 18 anos  -  2,3 L
19 a 70 anos  -  2,7 L
Gravidez  -  3,0 L
Lactação  -  3,8 L



OBS: Algumas situações metabólicas ou clínicas especiais,bem como o grupo de clientes atendidos           (Ex: Atletas) podem ter recomendações diferentes!

Barraco no ar...

Uma passageira um pouco alterada mostra fotos suas nuas durante um vôo na TAM e precisa ser imibilizada depois de ter um ataque de ira por não gostar do que vê na tela de seu próprio computador ( Ela nua... Vai entender!). A mesma foi desembarcada a força em Recife... Vale a pena ler a reportagem... Trágico e engraçado ao mesmo tempo...

http://madrugadatimes.tumblr.com/post/1086687577/barraco-aereo-eram-2h50-da-madrugada-em

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Não sei em quem votar...

Não sei em quem votar... Estou na dúvida entre Tiririca, mulher pêra, Netinho, Ronaldo Esper... Ah, também posso votar na Cameron do Brasil ou no Marcelinho Carioca, Vampeta... Enfim, são tantos os candidatos bem instruídos e capazes que me sinto até confusa.

Gente, agora é sério! Quem é o palhaço aqui? Somos nós!! A política já é piada há algum tempo, mas a coisa nunca esteve tão escrachada... Não sei se todos os meus amigos sabem, mas também sou cearense, pois fui criada lá, moro em Santos há 3 anos e 7 meses... Uma das coisas que eu sempre achei forte foi o apelo do Lula pelo fato de ser nordestino... O que vocês não sabem é que em São Paulo o papa dele muda... Ele fala: O PT é a cara de São Paulo, porque tem o P de paulista e o T de trabalhador... Não existe melhor lugar para representar esse partido!!!
Pááááááraaaaaaaaaaa!!!!
Que hipocrisia é essa? Quer dizer que o discurso vai mudando de acordo com o público? O partido não tem que ter cara de estado A ou B, tem que ter a cara das pessoas... Tem que ter respeito, vergonha, integridade...
E quem já não ouviu? CONTRA BURGUÊS VOTE 16!! Porquê? Vai me dizer que eles querem governar para aumentar a pobreza, a tá!
O que falta para nós é entender o Brasil como um país imenso com necessidades diferentes. Não importa se é burguês, se está abaixo da linha da pobreza, se é gay... O importante é fazer política para todos!
Para ser médico o indivíduo tem que cursar medicina, para ser nutricionista, tem que ser bacharel em nutrição, para ser advogado tem que ter bacharel em direito e ainda passar na OAB... E para ser político? Tem que fazer o que? Nada?
Existe um curso chamado ciências políticas que eles deveriam ser obrigados a fazer...
Não é possível que a gente ainda ache bonito a história de um menino pobre que chegou a presidência... Okay!! Que legal, parabéns! Mas a coisa não pode continuar como está! Não posso acreditar num cara que apóia a candidatura da Dilma e do Netinho ao mesmo tempo!!! É demais...

Por favor, assistam esse vídeo... E pensem bem, porque se a gente não votar consciente... Serão mais quatro anos!!!

O Brasil é um país rico sim, só precisamos de pessoas decentes para administrar o que é nosso!!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Redes sociais e você!

Não é mais novidade que muitas empresas fazem uso de pesquisa em redes sociais para conhecer um pouco do colaborador, bem como de candidatos à vagas em aberto.

Se a sua intenção é usar a rede social a seu favor, vale repensar uma postura mais profissioanl a partir do próprio email.

Já recebi emails de várias pessoas, porém alguns são impossíveis de não serem notados... Alguns bizarros até!

Ao escolher um email esqueça alguns modelos como: gatinha irresistível@...; gatosarado@...; totalmentelouca@...; safadinha@...; sosurf@...; badboy@..; facanacaveira@... E por aí vai...

A dica é: Que tal seu nome e sobrenome? Ou nome e a profissão? Mais sensato não é?

Porém, se este email " diferente" fizer você muito feliz... Faça outro e utilize para o trabalho, currículos...Enfim!

Perguntas que os médicos ( Clientes) odeiam... E O QUE SE DEVE PERGUNTAR.

Artigo de DOROTHY LEEDS ( Adaptado)

Perguntas são as respostas, ou melhor, as perguntas certas. As perguntas são uma ferramenta maravilhosa para atrair a atenção e persuadir. Perguntas inteligentes são a garantia para ganhar a confiança  e o respeito de seus clientes.
Na verdade, a menos que sejam muito bem formuladas, as perguntas podem ser extremamente chatas. Fazer perguntas ao seu cliente pode lhe dar as informações que você precisa, mas isso não vai ajudá-lo a melhorar seu relacionamento a menos que seja uma boa pergunta, feita de forma correta. Uma pergunta chata, enlatada, sem importância e desinteressante lhe dará respostas chatas, enlatadas, sem importância e desinteressantes. A questão não é somente as perguntas que você faz, é a intenção e a atitude com a qual você as faz.
Coloque-se na posição do cliente ( Médico, nutricionista, farmacêutico, enfermeira...). E se você tivesse que receber vários representantes toda semana ( se não todos os dias?), e todos eles fizessesm as mesmas perguntas repetidas de sua última visita, apenas com pequenas variações? Com certeza você faria uma maior distinção sobre quais representantes receberia e quanto tempo lhes daria.

OS SETE PIORES TIPOS DE PERGUNTAS

Pedi para aproximadamente cem médicos  que me falassem quais são as perguntas que odeiam ouvir quando os representantes de vendas entram em seus consultórios. Com a ajuda deles, cheguei a uma lista das " Sete Mais" das seguintes categorias:

7. PERGUNTAS CHATAS
 Eis a cena: Você entra no consultório de uma médica, que você já visitou várias vezs no passado. Ela teve um dia sobrecarregado, está obviamente estressada e tem problemas em dar-lhe atenção . Você entra e pergunta: Doutora, a senhora examina muitos pacientes com hipertensão? ou Doutora, quantos pacientes a senhora tem com XPY?... Essas são informações que você já tem e a médica sabe disso! É necessário realmente perguntar novamente, especialmente num dia como este? Ou até mesmo: Doutora, a senhora poderia me falar sobre um tratamento bem sucedido que obteve semana passada com um paciente que utilizou o tratamento ABC? Esta não é uma pergunta ruim se você quiser que ela fale de forma positiva a respeito de alguma coisa, mas esta não é a hora certa de perguntar. Mostre que é sensível e flexível e que você se importa. Seria muito melhor dizer:
Doutora, vejoq ue a senhora está muito ocupada. Posso ter sua atenção por apenas um minuto? Prometo que vou fazer valer a pena!  Ou: O que eu poderia compartilhar com a Senhora e que faria diferença hoje?
Depois se certifique de apresentar algo útil e original.

6. PERGUNTAS ENLATADAS
Quando você entra no consultório de um médico, você pode estar virtualmente certo de que você será o único representante que o médico ( cliente)  receberá esta semana, ou até mesmo neste dia.  Entre todos estes representantes, quais os que o médico realmente deseja ver? Com certeza não são aqueles que sofrem da " síndrome do telemarketing". Todos sabem por que as pessoas que trabalham com telemarketing têm uma reputação tão ruim. É porque elas fazem perguntas apartir de um roteiro impresso, , escrito por outra pessoa. Eles ( em sua maioria, há exceções!!!) não usam qualquer criatividade nas vendas.  Eles não se conectam a você como uma pessoa. Todos parecem iguais.  Na verdade, até podem ser robôs. É fácil para os clientes verem os representantes dessa mesma forma, principalmente quando todos entram fazendo as mesmíssimas perguntas, como " Como o medicamento X está atuando em seus pacientes? e " O que o Sr. está prescrevendo agora para sua população de paciente ABC?". Uma forma de evitar fazer perguntas enlatadas é fazer perguntas que mostrem que você realizou uma pesquisa específica antes de ir ao consultório, como:  " a partir da minha pesquisa e de discussões anteriores sei que o senhor usa XYT como sua terapia de escolha. O senhor poderia me dizer como tomou esta decisão?" , depois ouça atentamente a resposta e deixe a sua próxima pergunta surgir espontaneamente a partir do que o médico acabou de dizer. Por exemplo: " O que mudou ou foi acrescentado desde que o senhor tomou esta decisão?
Desta forma o  seu cliente pensará em você como uma pessoa que faz perguntas inteligentes,ouve as respostas e se baseia nas informações que foram compartilhadas.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

FELIZ DIA DO NUTRICIONISTA!!!

Dia 31 de Agosto comemoramos o dia do nutricionista.

Ofereço minhas felicitações a todos os colegas que compartilham desse amor e luta que é a Ciência da Nutrição.

Vai ter festinha???

Beijos

sábado, 28 de agosto de 2010

Está chegando!!!

IV Jornada de
 NUTRIÇÃO CLÍNICA
da Santa Casa de Santos

25 de Setembro

Local: Centro de estudos da Santa Casa da Misericórdia de Santos ( Rua Dr. Cláudio Luiz da Costa,50)
Horário: 8 às 17:30

Faça sua inscrição

CONTAMOS COM VOCÊ!

Informações: 13 32020600 ( Ramal 450) ou jnutri4_scms@yahoo.com.br

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Puxar a cordinha!

Hoje quero indicar essa leitura gostosa, cheia de lições e dicas de felicidade... É preciso puxar a cordinha para algumas pessoas que só tem coisas negativas a dizer... Indico também esse blog para que sigam, é muito bacana: bemcasadaepontofinal.blogspot.com

http://bemcasadaepontofinal.blogspot.com/2010/08/puxe-cordinha.html#comment-form

Beijos e boa semana a todos!!!

sábado, 31 de julho de 2010

Muito bom... Valdez Ludwig.





De quem é a culpa?

Estive pensando muito sobre isso essa semana... Na nossa natureza há uma busca incessante por um culpado para tudo.
Se algo der errado, se não vendemos o bastante, se ele não me ama, se a viagem não deu certo, se meu salário não aumenta, se se se... De quem é a culpa?
Há quem acredite que a culpa sempre está nos outros. É comum ouvir que foi culpa do departamente de marketing, do gerente, da esposa, do chefe, culpa da menina que dá em cima dele, do carro da frente, dele, dela, dos outros!
Não vou escrever muito, mas gostaria de levá-los a refletir um pouco comigo sobre isso... Será que a culpa não pode estar em nós mesmos? Que não nos conhecemos, que depositamos a nossa esperança em pessoas, que não nos amamos, que não saímos mais cedo, que nos relacionamos com quem não vale a pena, que não nos esforçamos o suficiente... Enfim, essa semana uma pessoa iluminada por Deus me deixou um legado e vou compratilhar com vocês... Pensem muito nessa frase:
MAIS DE DEUS E MENOS DO OUTRO!!!

Mais de Deus em nossa vida e menos da vida dos outros na nossa língua.... É isso que a mensagem quer dizer. Não precisamos julgar tudo e todos e nem colocar sempre a culpa em alguém.

Beijos e boa semana!
Indicação da semana para quem está apaixonada e morrendo de saudadeeeeee...

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Para quem você pede conselhos?


Estive pensando muito sobre isso durante essa semana. Na verdade, não escrevi antes porque foram tantos os pensamentos, questionamentos e até julgamentos que fiz. Achei melhor o tema esfriar, as emoções se aquietarem até que eu pudesse escrever de forma mais imparcial.

O que me chamou a atenção sobre isso foi uma matéria que li falando que um casal processaria um conselheiro conjugal por indicar amante ao cliente... Peraí? Alguém pode ler novamente: “O conselheiro conjugal Jeffrey Mechanic, de Nova York, está sendo processado em US$ 8 milhões por fazer com que um cliente traísse sua mulher para “salvar” o casamento.”

Essa notícia me deixou triste e pensativa, porque não posso entender como nós ( pessoas) somos tão inseguros a ponto de nos deixar influenciar. Alguém além do próprio casal deveria se conhecer melhor? A resposta é NÃO. E porque isso acontece? Simplesmente porque os relacionamentos estão munidos de inconseqüência, falta de respeito, falta de amor... Sim falta de amor!! E é lógico que entre relacionamentos tão superficiais não há entrega, não tem como conhecer o lado sujo, feio, obscuro do outro... Cruel? Me desculpem a franqueza, mas todos nós temos um lado feio, a diferença é que alguns alimentam esse lado, outros não! E quando não se conhece a outra parte da relação, como fazer para solucionar os problemas que surgem? É importante conhecer o outro na sua totalidade. Pela falta de conhecimento que muitas terapias, técnicas especiais, oportunistas vão ganhando um espaço no mercado e na nossa vida de forma tão desenfreada e sem medida.

Essa falta de entrega, esses relacionamentos superficiais não acontecem somente entre casais. Acontecem também entre amigos, pais e filhos, entres colaboradores e gerentes...

Não quero aqui fazer alusão a nada,nem dizer que não existem terapias importantes. É lógico que existem. Os profissionais estão aí para ajudar, mas como você pode querer que alguém te aconselhe sobre algo que você deveria dominar? É o seu casamento, o seu emprego, a sua vida!

Meu apelo é para que você que está lendo pare tudo agora e tire tempo para SE conhecer e para conhecer quem está caminhando com você. Se permita, se faça feliz! Ninguém fará isso melhor do que você.

E se a solidão, o cansaço, o desespero forem tão grandes que façam você precisar ouvir alguém? Procure um conselheiro, mas um de verdade. Que conheça você, que sinta a sua dor, o seu desamparo. Alguém que não tenha interesse, mas que se preocupe simplesmente porque você é importante para ele! Talvez você encontre essa resposta nos braços dos seus pais, de um amigo, do seu esposo(a), dos seus filhos... E quem sabe essa pessoa não possa ser Deus? Isso... Deus! Se desprenda meu amigo! Conheça e se deixe conhecer...

A vida é uma oportunidade que temos para levar e deixar o melhor de nós!

Abraços apertados.









sábado, 3 de julho de 2010

Perguntas que os médicos ( Clientes) odeiam... E O QUE SE DEVE PERGUNTAR.


Artigo de DOROTHY LEEDS ( Adaptado e comentado)

Perguntas são as respostas, ou melhor, as perguntas certas. As perguntas são uma ferramenta maravilhosa para atrair a atenção e persuadir. Perguntas inteligentes são a garantia para ganhar a confiança e o respeito de seus clientes.

Na verdade, a menos que sejam muito bem formuladas, as perguntas podem ser extremamente chatas. Fazer perguntas ao seu cliente pode lhe dar as informações que você precisa, mas isso não vai ajudá-lo a melhorar seu relacionamento a menos que seja uma boa pergunta, feita de forma correta. Uma pergunta chata, enlatada, sem importância e desinteressante lhe dará respostas chatas, enlatadas, sem importância e desinteressantes. A questão não é somente as perguntas que você faz, é a intenção e a atitude com a qual você as faz.

Coloque-se na posição do cliente ( Médico, nutricionista, farmacêutico, enfermeira...). E se você tivesse que receber vários representantes toda semana ( se não todos os dias?), e todos eles fizessesm as mesmas perguntas repetidas de sua última visita, apenas com pequenas variações? Com certeza você faria uma maior distinção sobre quais representantes receberia e quanto tempo lhes daria.

OS SETE PIORES TIPOS DE PERGUNTAS

Pedi para aproximadamente cem médicos que me falassem quais são as perguntas que odeiam ouvir quando os representantes de vendas entram em seus consultórios. Com a ajuda deles, cheguei a uma lista das " Sete Mais" das seguintes categorias:

7. PERGUNTAS CHATAS

Eis a cena: Você entra no consultório de uma médica, que você já visitou várias vezs no passado. Ela teve um dia sobrecarregado, está obviamente estressada e tem problemas em dar-lhe atenção . Você entra e pergunta: Doutora, a senhora examina muitos pacientes com hipertensão? ou Doutora, quantos pacientes a senhora tem com XPY?... Essas são informações que você já tem e a médica sabe disso! É necessário realmente perguntar novamente, especialmente num dia como este? Ou até mesmo: Doutora, a senhora poderia me falar sobre um tratamento bem sucedido que obteve semana passada com um paciente que utilizou o tratamento ABC? Esta não é uma pergunta ruim se você quiser que ela fale de forma positiva a respeito de alguma coisa, mas esta não é a hora certa de perguntar. Mostre que é sensível e flexível e que você se importa. Seria muito melhor dizer:

Doutora, vejoq ue a senhora está muito ocupada. Posso ter sua atenção por apenas um minuto? Prometo que vou fazer valer a pena! Ou: O que eu poderia compartilhar com a Senhora e que faria diferença hoje?

Depois se certifique de apresentar algo útil e original.

6. PERGUNTAS ENLATADAS

Quando você entra no consultório de um médico, você pode estar virtualmente certo de que você será o único representante que o médico ( cliente) receberá esta semana, ou até mesmo neste dia. Entre todos estes representantes, quais os que o médico realmente deseja ver? Com certeza não são aqueles que sofrem da " síndrome do telemarketing". Todos sabem por que as pessoas que trabalham com telemarketing têm uma reputação tão ruim. É porque elas fazem perguntas apartir de um roteiro impresso, , escrito por outra pessoa. Eles ( em sua maioria, há exceções!!!) não usam qualquer criatividade nas vendas. Eles não se conectam a você como uma pessoa. Todos parecem iguais. Na verdade, até podem ser robôs. É fácil para os clientes verem os representantes dessa mesma forma, principalmente quando todos entram fazendo as mesmíssimas perguntas, como " Como o medicamento X está atuando em seus pacientes? e " O que o Sr. está prescrevendo agora para sua população de paciente ABC?". Uma forma de evitar fazer perguntas enlatadas é fazer perguntas que mostrem que você realizou uma pesquisa específica antes de ir ao consultório, como: " a partir da minha pesquisa e de discussões anteriores sei que o senhor usa XYT como sua terapia de escolha. O senhor poderia me dizer como tomou esta decisão?" , depois ouça atentamente a resposta e deixe a sua próxima pergunta surgir espontaneamente a partir do que o médico acabou de dizer. Por exemplo: " O que mudou ou foi acrescentado desde que o senhor tomou esta decisão?

Desta forma o seu cliente pensará em você como uma pessoa que faz perguntas inteligentes,ouve as respostas e se baseia nas informações que foram compartilhadas.

5. PERGUNTAS DESNECESSÁRIAS

Todos os médicos que pesquisei concordaram que eles têm menos respeito pelos representantes que tomam seu tempo esperando respostas que deveriam ou poderiam ter outras fontes. Pergunte à recepcionista ou à enfermeira o máximo que puder e use o seu tempo fazendo aos médicos perguntas que só eles podem responder, como: “Quais os especialistas que o senhor mais respeita e porquê? Quais os periódicos que o senhor lê mais frequentemente ?” .

Não entenda que os outros profissionais são menos importantes , não é isso!!! O que ocorre na verdade é que os médicos geralmente têm um tempo mais curto.

4. PERGUNTAS HUMILHANTES E CONDESCENDENTES

Cynthia Krausse, professora assistente de ginecologia e obstetrícia no Mt. Sinai Medical Center, disse que detesta quando os representantes perguntam: “ A senhora vai prescrever meu medicamento para este tipo de paciente?”

“A menos que um representante entre com informações novas, tenho conhecimento suficientes para saber para quem é o medicamento”, ela disse, “ mas geralmente os representantes são condescendentes; Parece que estão testando os meus conhecimentos médicos. Uma atitude condescendente é o que me desagrada de imediato.”

Em seu livro “ Super Reps”, Lou Sawaya declara que o representante ideal, a partir do ponto de vista do médico, NÃO DÁ PALESTRAS AO MÉDICO.

3. PERGUNTAS INDUZIDAS

Em um outro momento, a maioria dos representantes já perguntou “ Isto seria bom para o seu paciente com hipertensão, não seria?”. Infelizmente, todos os médicos com os quais conversei disseram que odeiam este tipo de pergunta.

Outra pergunta induzida ( e ridícula) que aparece bastante é: “ Doutor, o senhor não adoraria ter um produto muito eficaz e que não tem qualquer destes efeitos colaterais? O médico vai dizer não? Enfim, vai a dica de uma pergunta mais útil: “ Quais os benefícios colaterais mais problemáticos para os seus pacientes? E quais os problemas que causam ao senhor?”.

Os médicos também detestam quando os representantes pedem para fazerem promessas que sabem se podem cumprir, como: “ Se eu tivesse uma medicação que pudesse reduzir ou eliminar os efeitos colaterais de X , o senhor usaria como terapia de primeira escolha?”. Porém é bem possível que o médico se encontre aberto, se você disser: “ Se pudesse responder suas principais preocupações a respeito do meu medicamento, o senhor gostaria de fazer um teste com ele?”.

2. PERGUNTAS QUE PROVOCAM CULPA

Parece quase inacreditável, mas muitos médicos que foram pesquisados disseram que os representantes, na verdade, fazem declarações como “ O senhor está prescrevendo X? Deverei prescrever bem mais.” Ou fazem perguntas como “ O senhor promete que usará meus produtos e nenhum outro?” “ O senhor vai prescrever meu medicamento? Vai me ajudar muito se o senhor fizer isso!”. Acredite, tem até representante que vai além, “ Por favor, o senhor poderia prescrever mais meu medicamento? Se isso não acontecer posso perder meu emprego!”.

Estes tipos de perguntas formuladas pelos representantes para fazer com que os médicos se sintam culpados por não prescreverem seus medicamentos ( ou dietas), não desagradam somente aos médicos, mas são altamente antiprofissionais.

1.PERGUNTAS DE ENCERRAMENTO EXTREMAMENTE IMPOPULARES

“Doutor, posso contar com o senhor para prescrever meu medicamento para os próximos cinco pacientes que examinar?” “ Doutor, o senhor usará este produto assim que tiver um paciente nesta condição?”.

Teoricamente, estas podem ser boas perguntas de encerramento, mas os médicos ( Clientes de uma forma geral) não gostam de serem pressionados. Eles podem dar uma resposta positiva por educação, mas a prática não acontece de fato. Tente ser mais objetivo e sutil ao mesmo tempo: “ Doutor, já que o nosso objetivo comum é um medicamento mais benéfico para o seu paciente, o que eu posso viabilizar para que isso aconteça?”

O seu relacionamento com o cliente dever ser progressivo; cada visita deve lhe gerar novas informações que você pode utilizar para novas visitas. Suas perguntas de encerramento devem aumentar o nível de comprometimento, quanto mais comprometido o cliente estiver com você ( E você com ele) , melhores serão os resultados.

Você deve elevar seu nível de autoconsciência, de forma a estar mais consciente do que está dizendo, fazendo, perguntando e perdendo por não ouvir com mais atenção. Cada visita de vendas não deve ser uma repetição, mas um avanço e outra etapa em direção a um melhor relacionamento.

O objetivo é mudar as expectativas dos médicos. Eles esperam que vocês sejam detalhistas. O que eles querem, e merecem, é um consultor valioso que forneça informações para ajudar seus pacientes e sua prática da medicina ( nutrição). A melhor forma de se tornar um consultor valioso é fazendo as perguntas certas e ouvindo, realmente, as respostas.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Pai e Mãe... Meus tesouros!


Hoje acordei com o coração apertado... Com saudade do cheiro do lençol, do cheiro da toalha, saudade de colinho, da comidinha, do pai brigando com a televisão, da mãe brincando no computador e se tornando cada vez mais antenada... Saudade boa, que aperta, dói, mas que me trás lembranças que me fortalecem e me fazem querer seguir.

Sabe, meus amores ( pai e mãe)! Nesses 3 anos e meio que estou morando longe aprendi tanta coisa... Aprendi a valorizar vcs mais que tudo e pude ver tantas coisas tb... Pude atestar o que eu já imaginava.. que vcs são os melhores pais do mundo! E que nenhum dinheiro, prêmio, emprego pode mudar isso... Eu tenho tanto orgulho de vcs, da nossa casa, da nossa vida, da educação que vcs me deram... Eu tenho tanto orgulho de falar de vcs para as pessoas, de abrir a boca e chamá-los de PAI E MÃE... Muito mais que orgulho eu sinto honra, sinto felicidade, sinto gratidão a Deus...

Mais que orgulho tenho admiração, vejo referência! No mundo de hoje onde tudo é tão descartável e frágil eu posso olhar para dentro de casa e encontrar REFERÊNCIA. Vocês já pararam para pensar nisso? E tudo foi tão natural né? Vejo referência, tenho admiração em tudo que vocês fazem... Vocês sem dúvida nenhuma são meu alicerce, meu suporte, minha vida!

Só quero agradecer  por tudo, por td que sou, por tudo que vcs me ensinaram,  por tudo que construí apartir disso, por tudo! E tenham certeza que mesmo distante eu penso em vocês tds os dias, vocês fazem parte dos meus sonhos, e nós ficaremos pertinho novamente...Dedico meu amor, minhas palavras, meu tempo, minha vida...Tudo ao meu pai e minha mãe que são meus tesouros!

Amo mais que tudo essa duplinha linda... MEU PAI E MINHA MÃE LINDOS...



Coloquei esse vídeo, porque foi assim que eu sempre me senti! Meus pais sempre me fizeram sentir-me como se eu fosse uma obra prima, alguém especial...

domingo, 13 de junho de 2010

O reino perdido

Gostaria de partilhar com vocês um vídeo bem interessante sobre gestão de projetos. Fala da importância de documentar e rever os detalhes de um projeto, da relevância de uma equipe comprometida e que possui visão e missão comum... O vídeo fala também da tragédia que o ego humano é capaz de provocar... De que não importa o quento você é bom, alguém sempre tem algo a acrescentar... Enfim, são muitas lições que certamente nos fazem repensar o dia a dia.  Conheci esse filme por meio de uma aula de gestão de pessoas com o Professor Jefferson Germano e não pude deixar de compartilhar.

Espero que gostem!!





"De tudo ao meu amor serei atento..."


Vida,

Hoje é o dia em que muitos casais comemoram o dia dos namorados... Mas quero escrever do que vivo todos os dias com você meu amor ( Diego), meu eterno namorado... minha vida, meu amor, meu príncipe!

Quero falar do sorriso largo de todos os dias, da delicadeza dos teus atos, dos beijos apaixonados, das viagens, das, corridas, das horas fazendo nada, do teu cheiro, do teu cuidado...

Estava pensando em tudo o que aconteceu até nos encontrarmos... Coisas que só Deus pode fazer! A vida me trouxe até você e você a mim. Deus escreveu nosso nome na mesma história, e eu só tenho a agradecê-lo por isso. Por ter me dado esse presente!

Obrigada por tornar cada dia especial. Obrigada por nossos momentos mais simples. Obrigada por me fazer a mulher mais feliz do mundo. É maravilhoso saber que os meus sonhos são seus e que podemos comemorar nossas vitórias juntos. Que não existe eu sem você e você sem mim.

Te admiro em tudo... Parabéns pelo profissional focado e determinado, pelo filho carinhoso, pelo amigo fiel, pelo namorado amoroso, dedicado, cuidadoso... Minha admiração por você só aumenta!

Te amo hoje, te amo para sempre... Cada dia mais!

Feliz dia dos namorados, feliz dia comum, feliz tudo! ... TE AMOOOOOOO



segunda-feira, 31 de maio de 2010

DICAS PARA TER VIDA LONGA NO MERCADO DE TRABALHO!


Esses dias assisti ao erro mais comum entre jovens representantes ( Representantes comerciais)... A FALTA DE BOM SENSO! Estava em um consultório esperando para ser atendida (Como paciente) e como estava desacompanhada, comecei a analisar o cenário a minha volta ( aliás, adoro fazer isso!).

Uma senhora falava para outra que estava tomando um produto X, cujo nome não quero revelar, neste instante uma jovem que aguardava que o médico a atendesse (representante), vira e fala: Ah, mas você conhece o produto Y? Use o meu, é melhor! A senhora perguntou: Melhor porquê? Porque sim! Respondeu a jovem.

Observem o despreparo. Certamente esta jovem foi orientada, passou por treinamentos, mas a empolgação, a vontade de acertar ( ou não) a fez cometer erros imensos.

Na hora, tive vontade de ir até a moça me identificar e ajudá-la... Pensei melhor, achei melhor não! Se eu falasse poderia sair dali com uma prescrição ( sem indicação do meu médico, claro!) preferi evitar o constrangimento.

Mas aí vão algumas dicas aos novos colegas do ramo:

• Primeiro seja honesto com o seu local de trabalho. Visite, cumpra os horários. Não tem vida longa nesta área quem acha que consegue resultados arrastando pastas pelo shopping em longas 3 horas de almoço!

• Se vista bem, se porte bem, deixe as pessoas conhecerem você de verdade. Roupas curtas, presas ao corpo ficam melhores na balada.

• Sala de espera é para os pacientes sentarem! Você já está interrompendo ( é o que os pacientes pensam) o horário das pessoas e ainda quer esperar sentado em consultório lotado? Seja delicado fique paradinho esperando a sua vez, e, por favor, não fique toda hora pedindo a preferência para a atendente, não cai bem!

• Outra dica é ficar de pé perto da atendente, assim ela não esquece de você, e nem vai precisar ser inconveniente, se for convidado... Aí sim, pode esperar sentado.

• NUNCA prescreva nada a pacientes. Você está ali para levar conhecimento ao médico ( ou nutricionista), eles irão decidir o que prescrever.

• Quando falar que o seu produto é MELHOR, por favor diga em quê! Saiba ao menos as características principais do seu concorrente.

• Aliás, a concorrência deve ser a mais leal e mais ética possível... Um dia você pode ser convidado a trabalhar nela, e imagina se você é uma pessoa que sempre fala mal da concorrente... Vai dizer o quê? Que o produto ficou bom porque você foi admitido, ou que junto a sua admissão as fórmulas incorporaram substâncias mágicas?

• Não procure justificar os erros... Isso é no mínimo feio para não dizer detestável... Errou? Procure acertar e aprender com isso!

• PARE imediatamente de vender produtos! Venda serviços, conceitos, conhecimento... Se você vender somente produto (Tipo o meu é melhor por que sim!), você vai perder o emprego se este for descontinuado... Os produtos mudam, a empresa continua!

• Propague o que a sua empresa tem de melhor! O cliente não está preocupado em saber se o seu gerente é chato, se o seu chefe pega no seu pé, se o salário não está em dia... Essa conduta também é desleal!

• Seja feliz, se faça feliz! Procure uma empresa que esteja dentro das suas convicções, um lugar para trabalhar que vá fazer seus olhos brilharem.

• Converse com seu superior, fale dos seus pontos a melhorar, das suas dificuldades, peça ajuda!

• Diga ao seu cliente qual é a sua limitação. Se não sabe responder um questionamento, diga que vai se inteirar do assunto. NUNCA INVENTE UMA RESPOSTA!

Bem, nesses seis anos trabalhando nesta área aprendi muito, mas ainda falta muito caminho a ser trilhado... Ainda tenho que receber muitos conselhos dos colegas mais experientes, e os quero! Fico triste quando vejo talentos se perderem por uma arrogância não justificada. Por fim, aconselho a vocês (se puderem) a terem uma relação cordial com os seus colegas, com a sua empresa e até com os seus concorrentes. Um dia poderão ser colegas de equipe... E, além disso , não importa onde você trabalhe e que bandeira você defenda há sempre pessoas fazendo o mesmo que você... Respeitem-se!

Com carinho,

Nayara Cavalcanti

sábado, 29 de maio de 2010

PROFESSOR E GESTOR. ELES TEM ALGO EM COMUM?

Lembro da primeira vez que me reconheci como um ser crítico e pensante, mais do que isso, quando me reconheci como uma pessoa intuitiva e com senso de participação ... Estudava numa escola em São Vicente – SP, fazia o primeiro ano do ensino médio. Fui transferida para essa escola e este era o meu segundo ano lá, tinha vindo de uma outra escola muito boa onde pelo menos uma vez por semana nós tínhamos aulas participativas. Estava frio, era uma quinta feira, tínhamos aula logo cedo de geografia com a professora Rosa, que eu gostava muito, inclusive.

Já meava às 8:30 da manhã e a aula estava vazia, um sono incontrolável invadia a minha mente... Eu não conseguia por nenhum minuto me interessar por aquilo! Nossa, estávamos na sala de vídeo, como muitas outras aulas, e a professora resolveu dar aula lá, no frio, numa sala escura e sem vídeo! Uma estratégia um tanto estranha ( Acredito mais na falta de opção para outras salas do que na hipótese de estratégia... Mas esse é outro assunto!)

No meio da aula, eu a interrompi e disse: Professora! Que tal a gente tentar outra coisa? Esta aula está um pouco pesada, sem graça ( para não dizer chata!). O que a senhora acha de discutirmos isso de outra forma? Ela me fulminou, pegou no meu braço e disse: Fora daqui! Fiquei atônita. Estava tão participativa, tentando ajudar, querendo aquele momento... Fui para a diretoria por isso!

Conversei com a diretora, falei que todos os alunos estavam dormindo, ela me entendeu, mas me falou que eu deveria “domar” meus instintos e “ seguir o movimento”. Você tem que aprender a ser mais política, menina! Vá lá e peça desculpas para ela e tudo ficará bem, aconselhou-me. Eu que sempre tirei as notas mais altas da sala me vi indo até aquela professora, que eu não mais admirava para pedir desculpas por algo que eu não achava errado.

Expliquei para ela o que eu queria dizer e pedi desculpas. Ela falou: Quem manda na sala sou eu, mas aceito o seu pedido. Estude, terá prova semana que vem!

Fui para casa pensando naquilo. Eu estava numa instituição que deveria me ensinar a pensar, a criar estratégias para fazer as coisas funcionarem e eles simplesmente me convenceram que eu deveria me calar e ser uma “ aluna normal”. Passei de ano, nunca mais tirei dez na matéria dela, e de certa forma, me desinteressei pela matéria... Mas o importante é que nunca fui de fato uma aluna normal... Disso eu me orgulho!

Contei essa história para levá-los a pensar como gestores... Será que de fato nós queremos os funcionários “diferentes”? Os pensantes? Qual é a nossa atitude diante do novo? Do diferente? Já pensou na visão que algum funcionário pode ter de você e o que isso seria importante no seu crescimento se soubesse?

Vale a pena pensar sobre... A educação é um mix maravilhoso de ensinar e aprender. E de repente, se você está numa posição de comando, desafio você a escutar os seus subalternos e deixá-los que eles o surpreendam. Sejamos nós a dizer SIM a algumas pessoas que se escondem com medo de serem repreendidas, talvez isso de fato pode ser o que sempre ocorreu com elas!

Nayara Cavalcanti.

sexta-feira, 28 de maio de 2010

SAIBA MAIS SOBRE A PALMA!

Desde a época dos faraós egípcios, a quase 5000 anos, a palma oleaginosa tem sido uma importante fonte alimentícia para o gênero humano. O óleo chegou ao Egito vindo da África Ocidental, de onde se origina a Elaeis guineensis .

No começo do século XX, a palma oleaginosa foi introduzida na Malásia como uma planta ornamental e somente plantada comercialmente pela primeira vez em 1917, o que deu prigem à indústria de óleo de palma da Malásia, plantada em larga escala e surgiu como o óleo mais produtivo no mundo inteiro

Forma da fruta  - Tenera
Origem  - África
Crescimento - 50 - 70 cm/ano
Circunferência do tronco -355 cm
Cor da folha-Verde
Produção de folhagem -24 – 30 por ano
Altura da folhagem-6 – 8 m
Fruto maduro -Amarelo dourado / vermelho
Período de incubação -12 – 15 meses
Início da colheita -30 meses após o plantio no campo
Densidade da plantação-136-160 palmas por hectare
Número de cachos -12 cachos/ano
Frutos por cachos-1.000 – 3.000
Peso do cacho-20 – 30 kg
Tamanho e forma do fruto -5 cm - oval
Peso do fruto-10 grs
Núcleo do fruto5 – 8 %
Mesocarpo por frutos -85 = 92%
Óleo por mesocarpo -20 – 50%
Oleo por cacho --25 – 28%
Produção de óleo - 5 – 8 tons/hectare/ano
As extratoras de fruto de palma estão bem localizadas, estratégicamente próximas as plantações com o objetivo de facilitar o transporte dos frutos até a indústria de extração.

Vários processos operacionais são utlilizados para obter o produto acabado. O primeiro passo do processamento produz o óleo bruto, extraído do mesocarpo do fruto. Este, na sua segunda fase pode ser refinado ou também fracionado usando um processso de cristalização e separação simples onde são obtidas frações sólidas ( estearina ) e líquidas ( oleína ).

Via Direta :
Substituto do diesel – Pesquisas recente mostram que o óleo de palma bruto pode ser usado diretamente como combustível para acionar carros com motores adaptados. Foi constatado que a fumaça de escapamento produzida pelos motores com óleo de palma bruto era mais limpa que a dos motores com diesel.
Lubrificante de perfuração – Uso como lubrificantes de perfuração contínua faz com que este se difunda quando formações de rochas mais duras são perfuradas. Não contém compostos aromáticos e ser atóxico, possui pontos de ignição e anilina superiores a 65ºC, tornando o mesmo adequado como base em lamas de perfuração.
Sabões – São uma mistura de sais sódicos de ácidos graxos, que podem ser derivados de óleos e gorduras pela sua reação com soda cáustica a 80º - 100º no processo conhecido como saponificação. O óleo de palmiste e a estearina de palma são os mais utilizados no processo de produção.
Óleo Epoxidado ( EPOP ) - Podem ser produzidos pela reação do óleo de palma, estearina de palma ou oleína de palma com perácidos. EPOP são usados como plastificadores, estabilizantes para plástico e cloreto de polivinila PVC.

Via Oleoquimica:
Ácidos graxos – MCT, Borracha, Velas, Cosméticos, Sabões, Sabões Metálicos
Estéres graxos – Cosméticos, Sabões, SME, Diesel, Agroquímicos
Álcoois graxos – FAS, FAE, FAES
Compostos graxos de nitrogênio – Imidazolinas, Ésteres quaternários
Glicerol – MG & DG

Referências :

- Cultura do Dendezeiro na Amazônia Brasileira

Ismael de Jesus Matos Viégas

Antônio Agostinho Müller

- Malaysian Palm Oil promotion Council Latin America - MPOPC

NESTLÉ X SUSTENTABILIDADE

Olá amigos!

Recebi um link que não pude ignorar, por isso resolvi postar para vocês. É intrigante como o tema sustentabilidade está ainda mal interpretado. Uma pena, pois enquanto as pessoas não se conscientizarem da importância,  estamos levando a nossa essência ao fracasso da criação!



A notícia a seguir ocorreu com a empresa Nestlé que resolveu " fazer (ter) " ações  sustentáveis depois de causar danos irreversíveis... Há quem diga que foi uma atitude louvável, eu sou um pouco mais crítica... Acredito mais numa estratégia para "reparar" os danos causados pela mídia social. Não fosse assim, uma empresa tão comprometida com marca, qualidade, cuidado com a saúde das pessoas teria certamente outra conduta.


Estou decepcionada como consumidora que muitas vezes não deu chance de experimentação a outras marcas acreditando nessa QUALIDADE!!! Mas enfim, agora é hora de agir.


Desta vez foi a Nestlé, mas existem inúmeras outras empresas desrespeitando a vida, nos desrespeitando enquanto cidadãos, enquanto consumidores... E o que você vai fazer meu amigo (a)? O que NÓS vamos fazer ? Vamos continuar aceitando as desculpas? Vamos continuar aceitando esse tipo de marketing? Nem eu tenho a resposta para essas perguntas... Mas desafio a vocês a pensarem a respeito!

SE A MASSA TEM PODER PARA MODIFICAR TAMBÉM TEM PODER PARA CRIAR!
 
Segue a matéria:
 
Após denúnica do Greenpeace, Nestlé lança campanha para salvar florestas


Thays Prado 19 de maio de 2010

Em meados do mês de março, o Greenpeace viralizava uma campanha na internet para denunciar que a Nestlé usava óleo de palma da empresa indonésia Sinar Mas para fazer o famoso chocolate KitKat. O problema é que a organização destrói a mata nativa, o que provoca a morte dos orangotangos da região e contribui para que a Indonésia seja o terceiro maior emissor de gases do efeito-estufa (leia o post que publicamos na época e veja o vídeo da campanha http://super.abril.com.br/blogs/planeta/greenpeace-faz-campanha-contra-nestle/  ).
A Nestlé respondeu imediatamente que pararia de comprar o óleo de palma da Sinar Mas. Depois de ouvir centenas de milhares de pessoas dizendo que não consumiriam mais seus produtos, a empresa lança, agora, uma nova política interna que exclui o desmatamento de florestas tropicais de sua linha de produção. Ou seja: não vai comprar nenhuma matéria-prima de fornecedores que tenham plantações ou fazendas de alto risco ligadas ao desmatamento.
O Greenpeace se comprometeu a monitorar a política da Nestlé para verificar se o prometido será mesmo cumprido.
Esse é mais um exemplo de que a mobilização funciona para transformar os maus hábitos das empresas.

http://super.abril.com.br/blogs/planeta/apos-denunica-do-greenpeace-nestle-lanca-campanha-para-salvar-florestas/

quarta-feira, 26 de maio de 2010

A VOZ DAS EMPRESAS

" O que se requer delas é que dialoguem nas mídias sociais de maneira franca e honesta, em vez de buscar publicidade"


" Abrir-se é bom; Fechar-se é ruim". Ninguém esperava ouvir isso de um executivo do alto escalão da Shell, mas quando Bjorn Edlund tomou a palavra durante o congresso " Só meios" sobre mídia social, sua franqueza foi brutal. Ele disse que "as grandes empresas tem  a obscessão do controle", e não do diálago", mas acrescentou que o pensamento corporativo está começando a mudar.

Decorrida uma década do mundo hipersaturado e prestes a entrar em colapso da nova economia, voltamos ao clima tenso em meados de 2009, com a realização de pesquisas sobre as implicações da nova onda de redes sociais para a transparência  e a prestação de contas das empresas, bem como suas possíveis aplicações, tendo sempre a equação da confiança em mente.

Embora a presença das empresas na mídia social ainda esteja no início, são grandes as oportunidades de maior transparência, envolvimento e colaboração. O que se requer delas é que participem desse diálogo, talvez difícil, de maneira honesta e franca, em vez de usar esse canal para fazer publicidade. Na verdade, o conceito mais difícil de entender para muitas empresas é o de que é preciso assimilar uma certa perda de controle, e que deixar o diálogo fluir sem interrupções, filtros e de uma maneira que encontre seu próprio equilíbrio resultará no feedback indispensável tanto de partidários, quanto de críticos.

Tome-se como exemplo a Timberland e sua plataforma de Vozes do Desafio, que se abriu a discussão e às dificuldades próprias das questões fundamentais de sustentabilidade, que vão desde normas aplicáveis  à mão de obra da cadeia de suprimentos até a política de mudança climática.

Mesmo as empresas mais sofisticadas passam, às vezes, por momentos difíceis quando t~em de lidar com a mídia social. Quem acompanha a página da NESTLÈ no Facebook viu, em março, o que pode acontecer quando  a empresa tenta controlar a conversa. Em resposta à exigência do moderados que os participantes parassem de modificar os logos da empresa, um deles tentou, com muito empenho, educar a Nestlé em relação aos benefícios da mídia social. " Participar da mídia social significa abraçar o mercado, participar dele e cultivar o diálogo, em vez de passar sermões". Infelizmente o moderador não compartilhava deste ponto de vista e deu a seguinte resposta " Obrigado pela lição de boas maneiras. Considere-se abraçado. Contudo, essa página é nossa, somos nós que criamos as regras, sempre foi assim". Seguiu-se uma avalanche de comentários e que foi acompanhada de um pedido de desculpas da empresa.
Nos dois casos, as empresas fizeram contato  - a página do facebook da Nestlé tem, por incrível que pareça, mais de 90 mil fãs ativos.
O impacto de ambas também foi grande, em razão da natureza viral dos blogs e tweets. Ao final, porém, foram o tom e o estilo que deixaram a Nestlé do lado errado da equação e a Timberland do lado certo.

Autor: Jonh Elkington. Revista Época  Negócios ; Maio de 20010/Ano 04/ N 39/ http://www.epocanegocios.com.br/

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Qual o papel do gerente nas empresas voltadas para o cliente?

Leia duas histórias com culturas diferentes de atendimento ao cliente que traduz a força de suas lideranças.

Outro dia eu fui fazer exames de rotina em um laboratório e não encontrei vaga para estacionar o meu carro. Baixei o vidro e perguntei para o “guardador de carros” se ele achava que ia demorar muito para eu conseguir uma vaga. Imediatamente ele apontou para uma vazia, onde tinha uma placa “reservado para a Diretoria” e disse que eu poderia estacionar lá. Desconfiada, eu questionei: “E se alguém da Diretoria chegar?”. Ele respondeu: “Ficarão felizes em saber que a vaga foi ocupada por um cliente. Somos uma empresa voltada para o cliente”.
No mesmo mês eu estava viajando e precisei fazer uma parada estratégica entre vôos no Aeroporto de Guarulhos. Eu teria cerca de quatro horas para dormir naquela noite e precisava estar “inteira” para uma palestra no dia seguinte. Escolhi um hotel que tivesse o benefício da Van para me levar e trazer, assim eu ganharia tempo e poderia descansar. Quando entrei no carro, exausta, o motorista me perguntou se tinha problema que déssemos carona para alguns comissários. “É claro que não”. Não teria tido realmente, se os comissários não tivessem ido para outro hotel, bem longe do meu, e ainda por cima, o motorista não tivesse feito questão de entregá-los antes de mim, aceitando gentilmente uma nota de R$ 20 do último que deixou o veículo.
Duas histórias, duas culturas claramente diferentes e duas formas antagônicas de enxergar e tratar o cliente. Minha pergunta é: como o seu funcionário está cuidando dos clientes da sua empresa? Será que ele tem a “autonomia” do guardador de carros para saber que o cliente está acima de tudo e de todos, ou será que ele está plantando única e exclusivamente para aquilo que dá retorno só para ele?
De um modo geral, nas organizações voltadas para o cliente, os líderes desempenham um papel-chave na monitoração do progresso das pessoas e, consequentemente, no lucro da empresa. A questão é que os gerentes sabem muito pouco sobre gerenciamento e interação com o cliente. Mesmo nesta época de empresas mais horizontalizadas, um dos fatores de maior influência no comportamento do funcionário é o que eles vêem os seus gerentes fazerem. Richard Whiteley e Diane Hessan, dois grandes especialistas em crescimento de empresas orientado para o cliente, dizem que é possível começar a crescer implementando quatro passos básicos na empresa junto aos funcionários:
Associe a visão ao trabalho diário – O gerente deve se tornar a ligação entre a estratégia da empresa e o que acontece na interação com o cliente. Ele deve não apenas captar a visão empresarial, mas também ser capaz de transmiti-la em termos de efeitos específicos nas práticas de vendas e serviço.
Dê um exemplo de competência – Aqueles que estão na linha de frente devem poder se dirigir aos seus gerentes com confiança, recorrendo a eles como recursos seniores no caso de contas-chave, e como pessoas naturalmente talentosas em matérias de vendas e serviço.
Crie direção – Orientar uma equipe é tão importante quanto participar dela. Os gerentes devem ser capazes de transmitir um sentido claro de direção mediante treinamento, feedback e apoio. Eles devem se tornar defensores da força de trabalho da linha de frente. Aliás, já é comprovado que hoje a prática gerencial mais valiosa é o apoio às pessoas da equipe.
Recompense a mudança – As empresas verão resultado mais rapidamente se examinarem a maneira como reconhecem e recompensam os profissionais da linha de frente. Um exemplo claro: se a meta empresarial for o relacionamento de longo prazo com o cliente, a empresa não deve recompensar a sua linha de frente exclusivamente com base no volume a curto prazo.
O cliente que espera o “benefício” e se decepciona, nem deveria precisar chamar o gerente. Afinal, se algo está errado na linha de frente, de quem é a culpa? Muito melhor, mais lucrativo e compensador é o gerente trabalhar nos bastidores com as equipes para que elas tenham autonomia de decidir pela empresa na frente do cliente. Cliente surpreendido com o benefício não esperado, só chamará o gerente para dizer: “muito obrigado”.
Seis perguntas que os líderes devem estar preparados para responder:
1 - Com o que nos comprometeremos?
2 - Qual deveria ser a nossa marca/personalidade?
3 - O que queremos que os nossos clientes digam sobre fazerem negócios conosco?
4 - Como sabemos que isso será valorizado?
5 - O que estamos dispostos a investir para fazer com que isso dê certo?
6 - Queremos tentar atender às necessidades de toda a nossa clientela ou temos um segmento específico de clientes a que nos dedicar, além de estar pronto para pagar por um processo de interação de classe mundial?

Alessandra Assad (Diretora da AssimAssad Desenvolvimento Humano. Formada em Jornalismo, pós-graduada em Comunicação Audiovisual e MBA em Direção Estratégica, é professora na FGV Management, palestrante e colunista de vários meios de comunicação. É autora do livro Atreva-se a Mudar! – Como praticar a melhor gestão de pessoas e processos.